Postagens

Mostrando postagens de Julho 19, 2009

REGIS DANESE SE DEFENDE DAS ACUSAÇÕES

Imagem
Regis Danese: "Eu fiz um pacto com Jesus" Cantor explica polêmica sobre suposta mensagem subliminar na canção "Faz um Milagre em mim" e pactos malignos O CD Compromisso, de Regis Danese, que traz a canção faz um "Milagre em mim", vendeu desde seu lançamento no primeiro semestre de 2008, mais de 1 milhão de cópias. A música saiu do cenário gospel e chegou a rádios e TV's seculares. "Como Zaqueu, eu quero subir..." recebeu versões em pagode, axé e forró, e está na boca do público nas igrejas, nas ruas, nos ônibus, e em muitos lugares no Brasil. Vídeos publicados no Youtube recentemente afirmam que a canção, quando tocada ao contrário, traz uma mensagem subliminar satânica. Alguns blogs e sites confirmam que o cantor realizou pactos espirituais malignos. Brincadeira ou não, o tema é discussão de fóruns na internet e chegou ao Guia-me por meio do contato de internautas que pedem uma resposta do cantor e lamentam que nas igrejas em que congr

MEU TESTEMUNHO - parte 02

Sempre gostei de ler, quando criança era fã de gibis. Meu primeiro contato com as Sagradas Escrituras,foi quando ganhei um Novo Testamento de bolso, distribuídos pelos Gideoes Internacionais. Aos 11 anos, a primeira Bíblia completa (com o Velho e Novo Testamento) que tive acesso foi uma que ganhei de um casal Testemunhas de Jeová, que na época era de capa verde. Compramos também deles um livro ilustrado, onde aprendi as histórias dos personagens bíblicos. Guardo-o até hoje, seu título é “Meu livro de histórias bíblicas”. Depois de convertidos, já membros da Igreja Assembléia de Deus, ganhei uma Bíblia pequena, com zíper. Li ela toda em menos de 01 ano. Em 1983, aos 14 já tinha lido a Bíblia toda, então comecei a dar aulas para jovens na Escola Dominical. Os comentaristas da revista da CPAD, para jovens e adultos eram, Lawrence Olson, João de Oliveira (na época, já falecido), Gesiel Gomes e Eurico Bergstem. Vários pregadores passaram a vir pregar em nossa igreja, e eu gostava de ouví-lo

JESUS E A INSTITUIÇÃO

Albert Nolan, religioso sul-africano famoso por seu livro Jesus Antes do Cristianismo (1976), diz o seguinte em seu livro recente Jesus Hoje: Uma Espiritualidade de Liberdade Radical (2006) da Editora Paulinas: “Seria errado pensar que Jesus rejeitava, pura e simplesmente, a instituição religiosa do seu tempo. Jesus respeitava a instituição como tal, respeitava a ‘cátedra de Moisés’ (Mt. 23.2), e até se pode dizer que ele amava todos os que faziam parte dela. No entanto, rejeitava completamente a forma como ela era usada e como dela se abusava para oprimir o povo (Mt. 23.3-4)… Jesus não era anarquista, no sentido de pensar que podia viver sem qualquer tipo de estrutura hierárquica.” (grifo meu) Eu concordo com ele. De fato, acho uma tremenda ingenuidade rejeitar pura e simplesmente a instituição e toda e qualquer forma de hierarquia. Jesus é o cumprimento das Sagradas Escrituras, sem ser o cumprimento dos modelos religiosos dos seus dias. Nem sempre a religião tem algo a ver com a Pal