Postagens

Mostrando postagens de Abril 8, 2012

Subsídio EBD - Éfeso, a Igreja do amor esquecido

A primeira das sete cartas de Jesus é dirigida à igreja de Éfeso, a mais rica e importante cidade da Ásia Menor. Uma cidade estimada em mais de duzentos mil pessoas, onde ficava o mais importante porto da Ásia. Na aula de hoje, contextualizaremos a epístola, apresentando informações sobre a cidade, destacaremos as virtudes apontadas por Cristo em relação a essa igreja, e ao final, a crítica principal, o esquecimento do primeiro amor. 1. A IGREJA DE ÉFESO Éfeso era o centro do culto a Diana (At. 19.35), cujo templo é considerado uma das sete maravilhas do mundo antigo. Em tal templo havia várias sacerdotisas do sexo, que atuavam como prostitutas. Nesse templo também era adorada a deusa Roma e o imperador romano. Tratava-se, portanto, de uma cidade religiosa, que integrava adoração a essa deusa com práticas de imoralidade sexual (At. 19.19). Essa cidade fora visitada por Paulo por volta de 52. d. C., em sua terceira viagem missionária, a quem enviou uma das suas epístolas. Ao que tudo i

O julgamento sobre aborto de anencéfalos no STF

O STF (Supremo Tribunal Federal) vai retomar na tarde desta quinta-feira o julgamento que vai decidir sobre o direito de gestantes interromperem a gravidez nos casos de fetos anencéfalos (ausência de cérebro). A sessão de ontem foi suspensa com 5 votos favoráveis ao aborto nesses casos e 1 contra. O julgamento foi interrompido após o voto do ministro Ricardo Lewandowski, único a se posicionar até aqui contrário à permissão da antecipação do parto. Para ele, só o Congresso Nacional poderia mudar a lei e permitir o aborto nestes casos. Apesar disso, a tendência é que o STF entenda que a antecipação do parto é possível nesses casos, sob o argumento de que o feto anencéfalo é incompatível com a vida. Assim, não se trataria juridicamente do aborto proibido em lei. A expectativa é que pelo menos mais dois ministros (Carlos Ayres Britto e Celso de Mello), dos quatro que faltam voltar, opinem favoravelmente à autorização. Relator da ação no STF, o ministro Marco Aurélio de Mello afir

Cristianismo Radical está fazendo 04 anos e os trigêmeos 02 anos

Imagem
Durante o último mês de março, o blog Cristianismo Radical, completou 04 anos. Houve um crescimento que muito me alegra, pois chegamos a mais de 150.000 visitas, vindas de 114 países e estamos com 420 amados que dão o prazer e a honra de estarem seguindo este blog. Foram 470 postagens, nesse período. Muito mais do que contagem de números, durante esse período, através da blogosfera, pude conhecer vários irmãos, interagir com eles e através deste espaço pude expressar minhas idéias, reflexões e também deixar mensagens do Evangelho. Muita coisa mudou nesses quatro anos! Alguns blogueiros da época que comecei na blogosfera, pararam ou reduziram bastante sua atividade nessa área. Eu mesmo passei a postar num ritmo um pouco menor do que os dois primeiros anos, pois no dia 05/03/2010, minha esposa Ana Cristina e eu, recebemos três lindos presentes que são nossos filhos trigêmeos, Lucas, Ana Júlia e Maria Luíza, agora com dois anos. Com isso, nossa rotina mudou bastante, aumentando

Onde estão os cristãos?

Bento 16 é um diplomata: na sua mensagem de Páscoa, o papa apelou ao fim dos confrontos na Síria. E, com cautelas mil, teve ainda uma palavra de preocupação pelos cristãos do mundo inteiro, que sofrem pela sua fé e são perseguidos pelas autoridades locais. O papa fez bem em levantar o véu. Mas um leitor interessado nos pormenores sórdidos da vaga anti-cristã --nomes, números, crimes etc.-- deve ler a edição pascal da revista "The Spectator". Que, dessa vez, dedica uma especial atenção aos cristãos do Oriente Médio. Primeira conclusão: os cristãos da zona não estão a gostar da "primavera árabe". Pelo contrário: para muitos deles, a primavera virou inverno e a sobrevivência deixou de ser uma certeza. Conta a "Spectator": nos inícios do século 20, os cristãos árabes representavam 20% da população total. Hoje, andam pelos 5%. Existem casos para todos os gostos. No Iraque, por exemplo, a invasão americana de 2003 encontrou uma comunidade robusta de 1,4 milhõe