Postagens

Mostrando postagens de Setembro 2, 2012

Subsídio para EBD - Inveja um grave pecado

Imagem
A inveja, do hebraico qinah, do grego phthonos, e do latim invidere, pode ser entendida como uma tristeza, um ressentimento pela prosperidade e felicidade do próximo. O invejo não deseja o lugar ou os bens do outro (cobiça), mas que o outro não seja bem sucedido em suas realizações e na vida. Conforme Champlin: “A inveja é uma das maiores demonstrações de mesquinharia humana, causada pela queda no pecado. Os invejosos chegam a fazer campanhas de perseguição contra suas vítimas, as quais, na maioria das vezes, não têm qualquer culpa por haverem despertados tal sentimento nos invejosos. Geralmente os malsucedidos têm inveja dos bem-sucedidos. Essa é uma tentativa distorcida para compensar pelo fracasso, glorificando ao próprio “eu” e procurando enxovalhar a pessoa invejada. Está baseada, portanto, na mais pura carnalidade. Muitas vítimas da inveja já descobriram que a melhor maneira de evitar o invejoso é fugir dele. Uma pessoa bem-sucedida não pode abandonar o seu sucesso

Morre o Rev. Moon, que se dizia o novo Cristo

Imagem
Sun Myung Moon, o milionário que fundou a Igreja da Unificação e é conhecido como reverendo Moon, morreu na Coreia do Sul aos 92 anos, anunciou a agência sul-coreana Yonhap.Moon tinha sido hospitalizado no mês passado depois de sofrer complicações em decorrência de uma pneumonia. A seita havia informado na sexta-feira passada que seu fundador sofria de um problema crítico em seus órgãos vitais. O reverendo Moon tinha sido transferido na semana passada do hospital St Mary de Seul para um centro médico pertencente à seita, no leste da capital coreana. HISTÓRICO A Igreja da Unificação foi fundada por Moon em Seul em 1954, com uma teologia vagamente baseada no cristianismo tradicional. Segundo a crença, Moon teria se encontrado com Jesus aos 16 anos de idade e, inspirado por ele, desenvolvido uma doutrina que prega o fortalecimento da família e do casamento e o trabalho como objetivos fundamentais do homem. A seita alega que evangeliza em cerca de 200 países e reivindi