Postagens

Mostrando postagens de Junho 22, 2008

SÍNDROME DO PÂNICO UNIVERSAL

“Haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. Homens desmaindo de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo”. Lucas 21:25,26. Na minha infância, não se ouvia falar que alguém sentia depressão. As pessoas ficavam tristes. Depois de uns anos para cá, foi crescendo o uso da palavra depressão. E era depressão por tudo: pelo namoro acabado, pelos pais problemáticos, pelo casamento falido, por frustrações, pelo desemprego prolongado. Parecia que, quanto mais urbano era o lugar, mais deprimidas as pessoas tendiam a se tornar. E mais: as razões da depressão deixaram de ser, até justificáveis objetivamente, pois surgia agora a depressão difusa, existencial, sem causas aparentes. Percebe-se hoje, como a Depressão se tornou uma epidemia global. Já foi, nos anos 90 que ouvi falar em “Síndrome do Pânico”. Então, de súbito, muita gente passou a sofrer de pânico. Muita gente, andava com o remédio na bol