Postagens

Mostrando postagens de Junho 14, 2015

Reflexões sobre os 104 da igreja Assembléia de Deus no Brasil

Imagem
  A Igreja Evangélica Assembleia de Deus está fazendo 104 anos, e nesse período se tornou a maior denominação evangélica do Brasil. Juntamente com a Congregação Cristã do Brasil, foram as primeiras igrejas pentecostais brasileiras. Nesses 104 anos, o mundo mudou, o Brasil mudou e as igrejas também mudaram. Algumas mudanças vieram para melhor e outras nem tanto. No início, não havia representação política, porque a igreja sob a ótica pré-milenista, dizia que Jesus voltaria logo, então tinham que ganhar almas, porque o Arrebatamento pré-tribulacionista logo ocorreria. A denominação considerada conservadora, durante anos proibiu o uso do aparelho de rádio entre os seus membros, ocorrendo o mesmo depois com a televisão. Geralmente quando se refere a história da AD no Brasil, é comum ver a citação dos nomes dos líderes pioneiros do passado e é justo que isso seja feito. Mas gostaria também de lembrar que essa igreja, também deve muito do seu crescimento ao trabalho de m

Escândalos evangélicos

"Pastor trai esposa com cantora da igreja"; "Líder do maior congresso de missões no Brasil, admite que pregadores e cantores, subiam no púlpito cheirando uísque e depois caiam na farra com cantoras"; "Pastor presidente renuncia depois que caso de adultério é descoberto, a substituta é a mulher que logo em seguida passa a presidência para o amigo tesoureiro, o caso vai para delegacia e tribunais e acontece uma nova eleição";"Em outra cidade, pastor renuncia, depois que sua vida adúltera é exposta, o vice assume, mas há denúncias que de que o novo líder é chegado numa sauna gay". Vou parar por aqui, mas para quem quiser continuar a lista, deve saber que ela pode ser longa. Infelizmente.  Algumas dessas tristes notícias já circularam nas redes sociais e até em páginas policiais de suas cidades. Isso sem contar o que já noticiado em revistas de grande circulação e telejornais, sobre líderes evangélicos que são acusados de desvio milionário de re

Minha opinião sobre a crucificação da modelo transexual e os símbolos de fé

Imagem
Fiquei observando toda essa discussão em torno da modelo transexual que apareceu na parada gay desse ano em São Paulo numa cruz. O curioso é que os evangélicos/protestantes/crentes que sempre disseram que são contra idolatria que não colocam cruz nas suas igrejas (com exceção de algumas denominações), gritaram mais do que os líderes católicos, dizendo que não respeitaram seus símbolos de fé como Marco Feliciano. Mas é aquela pregação fervorosa dizendo que a cruz está vazia, e que o nosso Cristo não está na cruz mas já ressuscitou? Há os que digam que estão defendendo o nome de Deus. Alguns colocaram em seus blogs e sites notas de repúdio. Agora, dá um click no link que tem como título “Dez imagens que mostram que a crucificação não é um projeto inédito”. O endereço é: http://www.buzzfeed.com/clarissapassos/10-imagens-de-crucificacao-anteriores-a-trans#.amMeppPNxR Fica a pergunta, porque não houve essa onda de repúdios nas outras ocasiões citada no site acima? Sem contar q