Postagens

Mostrando postagens de Julho 13, 2014

Avanço da Universal tira força das rivais na televisão

Imagem
A inauguração de um enorme templo em São Paulo no fim do mês, com a possível presença da presidente Dilma Rousseff e outras autoridades, não é a única marca da atual ofensiva da Igreja Universal do Reino de Deus sobre seus concorrentes. Duas operações comerciais recentes tratadas com muito mais discrição pela igreja provocam reviravolta na geopolítica das neopentecostais. Há poucos dias, a Universal alugou 22 horas diárias da grade da TV CNT, rede paranaense controlada pela família Martinez (do ex-deputado José Carlos Martinez, presidente do PTB morto em 2003). Com isso, tirou da emissora o concorrente Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, e o programa “Vitória em Cristo”, veiculado há 32 anos na CNT por Silas Malafaia, de um ramo da Assembleia de Deus. O arrendamento da CNT foi a segunda manobra do tipo patrocinada pela igreja de Edir Macedo. No fim de 2013, em negociação com a família Saad, da Bandeirantes, a Universal já havia alugado toda a grade disponí

Síndrome de Pânico Universal - Sinais de uma era depressiva

“Haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. Homens desmaindo de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo”. Lucas 21:25,26. Na minha infância, não se ouvia falar que alguém sentia depressão. As pessoas ficavam tristes. Depois de uns anos para cá, foi crescendo o uso da palavra depressão. E era depressão por tudo: pelo namoro acabado, pelos pais problemáticos, pelo casamento falido, por frustrações, pelo desemprego prolongado. Parecia que, quanto mais urbano era o lugar, mais deprimidas as pessoas tendiam a se tornar. E mais: as razões da depressão deixaram de ser, até justificáveis objetivamente, pois surgia agora a depressão difusa, existencial, sem causas aparentes. Percebe-se hoje, como a Depressão se tornou uma epidemia global. Já foi, nos anos 90 que ouvi falar em “Síndrome do Pânico”. Então, de súbito, muita gente passou a sofrer de pânico. Muita gente, andava com o remédio na