Postagens

Mostrando postagens de Março 18, 2012

O que Jesus faria? Parece que os líderes neopentecostais pensam diferente

Imagem
Fonte: Imagem vista no Facebook Não vou nem comentar, pois como já disse alguém: uma imagem vale mais do mil palavras.

Escândalos na casa de Deus

O escândalo da vez agora é a recente troca de acusações entre a TV Record do Bispo Macedo e o Pastor Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus. No meio da contenda o que deixa de ser dito é o raiz da questão: Espaço e dinheiro. Na América do Norte, uma briga semelhante ocorreu entre Jim Baker e Jimmy Swaggart. Um conflito de egos. Na década de 80, escândalos do púlpito sacudiram a igreja nos Estados Unidos. Nos anos 1980, ele era considerado um paladino da moral e dos bons costumes. O pastor Jimmy Swaggart, um dos mais importantes televangelistas americanos, fazia de seus programas, transmitidos para mais de 40 países – inclusive o Brasil –, uma verdadeira trincheira na luta contra a carnalidade. Pregador eloqüente e carismático, Swaggart reunia famílias inteiras diante da TV e era crítico contundente da pornografia. Ironicamente, caiu justamente por causa dela, num episódio rumoroso envolvendo prostitutas e uma disputa pessoal com o também pregador televisivo Jim B

O apóstolo milionário: matéria da Record põe fogo num novo round da briga IURD e Mundial

A Rede Record de Televisão, proporcionou na noite de hoje, através da sua revista eletrônica DOMINGO ESPETACULAR, mais um capítulo da novela que tem como protagonistas principais, o Apóstolo Valdemiro Santiago, Presidente da IMPD - Igreja Mundial do Poder de Deus, e o seu mentor ex-líder, Bispo Edir Macedo, Presidente da Igreja Universal do Poder de Deus, mais conhecida como IURD. A grande vergonha e escândalo para o evangelho, se dá principalmente porque, ao mesmo tempo que a Rede Record acusa Valdemiro Santiago por estelionato da fé, revelando a aquisição de fazendas milionárias com os recursos da Igreja e em seu próprio nome, o faz através de uma das maiores redes de televisão do país, também adquirida com o dinheiro da IURD, mas em nome particular de seu líder maior. Isso é no mínimo lamentável, escandaloso e vergonhoso para o evangelho. Fico a imaginar a situação dos repórteres e produtores que conhecem de perto a situação, mas se veem obrigados, por conta dos compromissos p