Postagens

Mostrando postagens de Novembro 23, 2014

A filosofia budista - Subsídio da lição n° 09 Juvenis

Imagem
Há mais de 350 milhões de budistas no mundo, embora a obtenção de estatísticas exatas seja difícil, pois não há igrejas organizadas em muitas regiões, assim como a religião é atribuída a todos os residentes de uma área. • O budismo é a religião mais prevalecente em países do sudoeste da Ásia, na China, no Japão e na Coreia. • Com o crescimento das etnias asiáticas nos Estados Unidos, a população de budistas também está crescendo, chegando talvez a 500 mil seguidores. O budismo é a principal religião do Havaí.  No budismo a miséria não é vista como relacionada a nenhuma Queda. Já na revelação bíblia e no ensino de Jesus, existe uma Queda, uma perda, uma culpa latente, uma desconexão com Deus e com a vida. No budismo isto é percebido, porém, de outro modo; daí o esforço para ascender a um estado superior, visto que assim, implicitamente, são reconhecidos estados inferiores, os quais, conforme a revelação bíblica, é Queda.   Além disso, no budismo, a dor é apenas um

Subsídio para EBD - O Prenúncio do Tempo do Fim

Imagem
Esta lição versa sobre o capítulo 8 de Daniel, que “contém mais predições a respeito do segundo e o terceiro império mundial, referidos nos capítulos 2 e 7, ou seja, os impérios Persa e Grego. […] O Império Persa, representado em 7.5 como um urso devorador, é apresentado aqui como um carneiro de dois chifres (v. 3,4), visto que o império era uma coalização de medos e persas. O Império Grego foi retratado em 7.6 como um leopardo com quatro cabeças. Aqui, é retratado como um bode veloz com um grande chifre, avançando furiosamente a partir do oeste [Ocidente]. O chifre enorme é quebrado e substituído por quatro chifres” (H. H. Halley). A visão do carneiro e do bode (Dn 8.3-5) Sobre os dois principais “chifres” (“pontas”, na ARC) aqui representados, W. W. Wiersbe comenta: Ciro e seus exércitos deram “marradas para o Ocidente, e para o Norte, e para o Sul” e derrotaram seus inimigos, tomando a Líbia, o Egito e toda a Ásia Me­nor e chegando até a índia, criando o maior império do

Porta de Saída - Por que tantos crentes tem deixado suas igrejas?

Imagem
  A Palavra de Deus ensina que os crentes formam a família de Deus. O Corpo de Cristo, no modelo bíblico, deve perseverar na caminhada cristã em unidade de espírito e em amor, assim como os fiéis da Igreja primitiva estavam unidos em torno da doutrina dos apóstolos, do partir do pão e da oração, conforme o relato de Atos 2.42. Dessa forma, quem é salvo por Cristo e, assim, pertence à família da fé, o organismo místico que congrega aqueles que um dia foram lavados pelo sangue do Cordeiro, precisam permanecer unidos para funcionarem adequadamente. Nunca se viu uma orelha ou um pé andando por aí, sozinhos, porque se cansaram do corpo do qual faziam parte! A própria parábola da ovelha perdida, registrada em Lucas 15, demonstra que a vontade do Senhor é de que nem um crente sequer fique separado do rebanho. A Carta aos Hebreus ainda admoesta o cristão a não abandonar a sua igreja local, como era o costume de alguns já naquela época. No entanto, o que temos observado nos arraiais evan