Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 20, 2011

Movimento apostólico prevê que os evangélicos deverão dominar o mundo até 2032

Imagem
James Rutz escreveu há alguns anos o livro Megashift [Megamudança], no qual analisa o movimento conhecido como “dominionistas cristãos”, também chamado de “apostólico” em alguns países. Trata-se de uma tendência entre alguns grupos de evangélicos conservadores que buscam influenciar ou “controlar o governo secular por meio de ações políticas e proféticas”. O objetivo é ter uma nação controlada por evangélicos ou dirigida por uma compreensão cristã conservadora da Bíblia. As vendas de Megashift, que tem como subtítulo “Acendendo o Poder Espiritual”, devem ultrapassar um milhão de cópias e tem gerado um misto de louvores e críticas no meio eclesiástico. Com as recentes catástrofes que abalaram o mundo, a temática voltou à tona com interesse renovado. Os evangélicos dominionistas descritos no livro constituiriam um novo “exército” de superevangélicos dotados de poderes sobrenaturais, como a habilidade de ressuscitar os mortos. Segundo pesquisas, eles têm crescido 8% ao ano, especialment

Morre Pastor José Pimentel de Carvalho da AD em Curitiba

Morreu na manhã desta quinta-feira, 24 de fevereiro, o pastor José Pimentel de Carvalho, presidente da Assembleia de Deus em Curitiba desde 1962. O pastor Pimentel completou 95 anos no dia 8 deste mês, mas o seu aniversário foi celebrado sem a sua presença, pois ele estava internado no Hospital Evangélico de Curitiba desde janeiro, onde permaneceu durante cerca de quarenta dias, até sua morte. Sua saúde estava debilitada havia alguns anos. Ele sofria com falência múltipla dos órgãos e nos últimos meses já não podia caminhar. No hospital, permaneceu sedado e em isolamento nos últimos dez dias. Ele também contraiu uma infecção hospitalar, ao que tudo indica por meio de uma sonda, e então não resistiu. Fonte: judsoncanto.wordpress.com/ Meu comentário: Pr. José Pimentel era muito respeitado na AD no Brasil, tendo feito parte da diretoria da CGADB algumas vezes, sendo a última vez como presidente nos anos de 1985 a 1987. Minhas condolências à família e a igreja em Curitiba. Tive oportuni