Postagens

Mostrando postagens de Agosto 12, 2012

A mulher samaritana, Coca-Cola e Jesus

Às vezes, a gente ouve certas coisas que não aceita, mas não sabe bem o porquê. Só depois de algum tempo entende. Não foi por mera antipatia que aquela mensagem não desceu bem. Recordo-me quando ouvi pela primeira vez o paralelo entre Jesus e a Coca-Cola. O pregador, inflamado de zelo e paixão missionária, afirmava que numa viagem ao interior do Haiti, sob uma temperatura de mais de 40 graus, sentiu-se aliviado quando parou num quiosque miserável feito de palha de coqueiros e pôde comprar uma garrafa do mais famoso refrigerante do mundo. Devidamente refeito depois de beber sua Coca geladinha, perguntou ao dono da venda se já ouvira falar de Jesus. Ele não sabia de quem se tratava. E o nosso palestrante fez sua analogia, tentando dar um choque na complacência da igreja ocidental: “A Coca-Cola conseguiu alcançar o mundo inteiro em menos de um século e a igreja cristã ainda não cumpriu a ordem da Grande Comissão em mais de 20 séculos!”. Depois daquela primeira exortação, já devo ter escu

Os evangélicos e as eleições

Imagem
Evangélicos investem nas eleições e ganham legitimidade, mas é preciso relativizar sua força, diz pesquisadora O núcleo de pesquisa Religião, Gênero, Ação Social e Política, ligado à UFRJ, está realizando uma ampla pesquisa com líderes de igrejas evangélicas pentecostais. O objetivo é conhecer suas visões e atitudes em relação a temas como movimentos sociais, agências governamentais e sistema partidário. Entre os coordenadores do estudo, encontra-se a socióloga e professora Maria das Dores Campos Machado, que tem se dedicado a ouvir as lideranças, além de analisar seus pronunciamentos, entrevistas, debates. Analisando o que viu, leu e ouviu até aqui, ela observa que os grupos religiosos estão recorrendo cada vez mais à política para ampliar sua capacidade de influência na sociedade e fortalecer suas igrejas. A marcante presença deles nas eleições municipais deste ano confirma essa tendência. De maneira geral, o projeto do grupo tem tido sucesso, mas é preciso relativizar a su

CARTA ABERTA DE BILLY GRAHAM À AMÉRICA

Imagem
Após o terrível recente massacre em Aurora, Billy Graham (na foto) alerta a América para o Juízo divino e convoca o povo ao arrependimento. Eis a carta: "Há alguns anos atrás, a minha esposa Ruth estava lendo um esboço de um livro que eu estava a escrever. Ao terminar uma secção que descrevia a terrível espiral descendente dos padrões morais e da idolatria da adoração de falsos deuses como a tecnologia e o sexo, ela impressionou-me quando exclamou: 'Se Deus não punir a América, Ele vai ter de pedir desculpa a Sodoma e Gomorra.' Ela pensava certamente numa passagem de Ezequiel onde Deus diz porque é que levou essas cidades à ruína. 'Eis que esta foi a iniquidade de Sodoma, tua irmã: soberba, fartura de pão e próspera tranquilidade...mas nunca amparou o pobre e o necessitado. Foram arrogantes e fizeram abominações diante de mim; pelo que, em vendo isto, as removi dali' (Ezequiel 16:49-50). Não sei o que a Ruth pensaria da América se estivesse viva