Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 25, 2016

Subsídio para EBD - As obras da carne e o fruto do Espírito

Imagem
  Neste trimestre estudaremos a respeito das obras da carne e o fruto do Espírito. Como cristãos, devemos andar no Espírito, e não satisfazer as obras da carne. Na aula de hoje, contextualizaremos essa passagem bíblica, destacando que foi escrita para os crentes da Galácia, a fim de que esses trilhassem o caminho da verdadeira santidade. A princípio, enfatizaremos o objetivo da escrita dessa Epístola por Paulo, em seguida, sua defesa contra as obras da carne, e a favor do fruto do Espírito. AOS CRENTES DA GALÁCIA A Epístola aos Gálatas foi escrita por Paulo, aproximadamente no ano 49 d.C., em Antioquia, antes do Concílio de Jerusalém, no ano 50. d. C. O objetivo central dessa é refutar os judaizantes, que ensinavam os crentes gentios a obedecerem a lei judaica, a fim de obterem a salvação. O Apóstolo destaca que os crentes foram libertos por Cristo, por isso, deveriam permanecer firmes nessa liberdade, e não deviam se colocar debaixo do jugo da servidão (Gl. 5.1). A controvér

Evangélicos não param de crescer - o que eles pensam sobre temas como aborto e casamento gay?

Imagem
Pesquisa feita pelo Instituto Datafolha revela como seria o perfil da nova geração de evangélicos que hoje chega a ocupar metade dos bancos das igrejas. Temas como aborto , casamento gay , adoção de filhos por homossexuais e outros valores foram pesquisados e os resultados publicados no último final de semana. Vistos como versáteis e adaptados ao mundo moderno, os evangélicos da nova geração parece ser o resultado de pessoas que procuram fazer uma leitura mais contextualizada do mundo. Citando a “Bíblia da Garota de Fé”, de capa cor de rosa e termos como “Mandando bem” e “Ah, tô ligada”, a pesquisa publicada no Folha de São Paulo revela que mais da metade dos que ocupam hoje os bancos das igrejas evangélicas são os jovens. “Livre da rigidez, da centralização decisória e da gestão esclerosada da Igreja Católica, eles se movimentam rapidamente para atender as necessidades do seu público” , afirmou o Professor da PUC-SP e colunista da Folha, Luiz Felipe Pondé, a matér

PF verifica se o Pr. Samuel Ferreira tinha conhecimento sobre origem de dinheiro recebido de Eduardo Cunha

Imagem
A “doação” que Eduardo Cunha fez à igreja rendeu frutos. E muito além da evangelização, educação e ação social típicas das instituições religiosas. Os autos da Operação Lava-Jato também se multiplicaram. Primeiro, o deputado tratou de repartir a última parte de seu butim de US$ 5 milhões em propinas acertadas com os lobistas Júlio Camargo e Fernando Baiano. O primeiro deveria depositar R$ 250 mil na conta da Assembleia de Deus do Ministério Madureira.   Revelada a trama, sobrou para o pastor Samuel Ferreira. Ele passou a responder a um inquérito por suspeita de lavagem de dinheiro. O juiz agora é Sérgio Fernando Moro, da 13ªVara Federal de Curitiba. A PF verifica se o pastor tinha conhecimento ou não de que o dinheiro recebido era propina obtida por Cunha a partir de desvios e achaques na Petrobras. Quando o deputado foi cassado pela Câmara, em setembro de 2016, sua fé foi lembrada duas vezes no plenário da Casa, dessa vez associada não a votos, mas a controvérsias crimina