Postagens

Mostrando postagens de Agosto 14, 2016

Pr. Caio Fábio Atos 2 Apredendo com a Igreja Primitiva

Imagem

Os pentecostais estão descobrindo o calvinismo

Imagem
Um grande número de jovens pentecostais está descobrindo o calvinismo. Eles estão fascinados com as pregações de John Piper e Paul Washer; estão devorando livros de Spurgeon e Jonathan Edwards; estão participando de seminários, cursos e palestras sobre teologia reformada. Essa é uma tendência significativa que já tem chamado a atenção de estudiosos do pentecostalismo, de pastores e líderes, de professores de Teologia. Há muita empolgação, mas também muita desconfiança. Estaríamos presenciando uma nova onda no movimento pentecostal brasileiro: a onda calvinista? A distância entre a geração dos primórdios da Assembleia de Deus no Brasil, maior denominação pentecostal verde-e-amarela, e a geração que compõem esse segmento evangélico nos dias atuais é oceânica. Os desbravadores assembleianos encontraram aqui um solo fértil para a plantação de suas igrejas, especialmente entre as populações mais carentes e de baixa escolarização das periferias urbanas e dos rincões do país. A pre

Brasil homenageia israelenses mortos no atentado de Munique, em 1972

Imagem
Onze integrantes da delegação israelense mortos em um ataque terrorista nos Jogos Olímpicos de Munique, na Alemanha, em 1972, foram homenageados no fim da tarde deste domingo (14) no Palácio da Cidade, na Zona Sul do Rio. O evento reuniu familiares das vítimas, autoridades brasileiras, representantes da delegação israelense e do Comitê Olímpico Internacional. É a primeira vez que acontece um reconhecimento oficial em memória das vítimas do atentado de Munique durante uma Olimpíada. Durante a cerimônia, organizada pela Prefeitura do Rio, pelo Comitê Olímpico de Israel e pelo Comitê Olímpico do Brasil, os participantes fizeram um minuto de silêncio e duas orações em homenagens às vítimas (kadish e el mare rahamin). A cantora israelense Varda Usiglio também participou da solenidade cantando a música "Stars of September". O ministro das Relações Exteriores, José Serra, repudiou os episódios de intolerância religiosa e as reações de antissemitismo, como o caso do

Caso Feliciano vai se complicando

Imagem
Novos capítulos do escândalo que envolve Patrícia Lélis e o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) complicam mais os dois – também o chefe de gabinete dele, Talma Bauer, e um suposto intermediário de um pagamento no Rio de Janeiro, identificado pela Polícia de São Paulo até agora como Arthur Mangabeira. Como notório, Patrícia acusa o parlamentar de tentativa de estupro, assédio sexual e agressão dentro do apartamento funcional, no dia 15 de junho. Ele divulgou vídeo em que nega as acusações e as chama de fantasiosas. Neste fim de semana, mais duas surpresas. Durante a madrugada de sábado, um homem não identificado tentou invadir a casa de Patrícia, em Brasília, pelo telhado. Ela, a mãe e o pai perceberam a movimentação e chamaram a Polícia Militar do DF, que, segundo a família, não apareceu. E um misterioso crédito de exatos R$ 50 mil, registrado no extrato para entrar na conta pessoal de Patrícia nesta segunda-feira (15), aumentou a tensão. O advogado da jovem, José Carlos C